,

FREI MACELO FREITAS SERÁ ORDENADO DIÁCONO  DIA 25/08

Frei Marcelo Freitas Farias, será ordenado diácono dia 25 de agosto por Dom Frei José Haring, OFM no Santuário de São Francisco das Chagas, em Canindé no Sertão Cearense às 18h00min. Para conhecer este pequeno grande homem, realizamos com ele essa entrevista, em vista de vermos como o chamado a uma vocação específica, feita por Deus, é pessoal, profunda, linda e desafiadora e gratificante. Um chamado feito a nós dentro de um contexto, de uma história: a nossa.

 

 “SENHOR, A QUEM IREMOS? SÓ TU TENS PALAVRAS DE VIDA ETERNA” (João 6, 68).

 

Ofmsantoantonio: Sua origem?

Frei Marcelo: Nasci no dia 08 de outubro de 1980 na cidade de Campo Formoso-BA, onde meus pais e avós são do interior, um lugar chamado Campinhos e Torrões. A minha cidade fica no norte da Bahia a 400km da capital Salvador. Uma região cercada de muitas serras, cachoeiras e grutas pelo sertão. Prevalece muito a caatinga com suas grandes riquezas que são encontradas pelo povo sofrido do meu sertão. É uma região de muita riqueza mineral, como a Esmeralda, o Cromo, Mármore, Cristal e outros. Além disso temos o sisal, que é o sustento de muitas famílias naquele sertão.

Como marcos sociais que são desenvolvidos na cidade, temos o teatro, o incentivo ao esporte, trabalhos com idosos, jovens e outros. No âmbito cultural, que vejo na minha cidade são as pedras preciosas como a esmeralda, à religiosidade e os movimentos culturais que são desenvolvidas na cidade.

Ofmsantoantonio: Seu despertar vocacional?

Frei Marcelo: O meu despertar aconteceu quando entrei na JUFRA quando tive uma grande alegria de conhecer a vida de São Francisco em favor dos mais pobres e excluídos da sociedade. E isso foi me transformando dentro da minha caminhada franciscana junto com os meus irmãos dentro da realidade da minha cidade. E logo em seguida tive um prazer de trabalhar com Frei Amilton, que era pároco da minha cidade, da Paroquia de Santo Antônio em Campo Formos- BA. Quando o mesmo me chamou para conhecer outra realidade no meu interior pra ter contato com o sofrido povo de Deus pertencente à região que ainda não conhecia muito bem. E aquilo me marcou tanto que tomei uma decisão de dar um passo maior. Entrei no acompanhamento vocacional para caminhar rumo a um novo projeto de vida der ser um religioso franciscano seguindo os passos de Francisco.

Ofmsantoantonio: Quem é o Frei Gelinho?

Frei Marcelo: Recebi este nome pelo simples motivo que vendia geladinho durante as partidas de futebol da minha cidade e foi um período muito bom. Sempre quando me viam, chamavam logo pelo Gelinho e isso marcou minha vida e gostei do nome.

Sou uma pessoa alegre, amigo, responsável diante das minhas obrigações, um esportista que ama jogar bola, torcedor do grande flamengo, gosta de conversar, fazer sempre novas amizades e muito brincalhão.

Ofmsantoantonio: O lema diaconal

Frei Marcelo: Escolhi este lema porque na nossa vida como um todo encontramos dificuldades, porém vemos em Jesus o conforto e o caminho, e nele busco a força para ajudar aos pobres e mais simples. E assim como Pedro, eu olho para Jesus e digo “SENHOR, A QUEM IREMOS? SÓ TU TENS PALAVRAS DE VIDA ETERNA” (João 6, 68).

Ofmsantoantonio: Deixe uma mensagem para os jovens que desejam trilhar o caminho Franciscano.

Frei Marcelo: Não tenha medo de abraçar este caminho franciscano ao lado dos mais excluídos da nossa sociedade, pois Deus nos dá força para trilhar este caminho de amor com os mais pobres que nos fazem felizes a cada dia.

Deus nos abençoe.

 

 

Entrevista feita por Frei Willames Batista, OFM