,

Noticias do Noviciado | OUSAMOS VIVER O EVANGELHO DA MANEIRA COMO HERDAMOS DE NOSSO PAI SÃO FRANCISCO

O Ano do Noviciado nos possibilita a graça da renovação de nossa vida pessoal e fraterna, segundo o Evangelho no contexto vital de nosso tempo. “É isto que eu quero, é isto que eu procuro, é isto que eu desejo fazer do íntimo do coração! Por conseguinte, apressa-se o santo Pai, transbordando de alegria, em cumprir o salutar conselho e não suporta demora alguma, mas começa devotamente colocar em prática o que ouviu (1Cel 22,3-4). Os meses de maio e junho foram marcados pela: fraternidade, oração, devoção, trabalho, formação, alegria e gratidão.

Iniciamos o mês de maio com a 2ª Formação de Liturgia, de forma presencial, nos ajudando a compreender a liturgia à luz da caminhada da Igreja latino-americana, na perspectiva de uma liturgia encarnada e pastoral, assessorada pelo Frei Artur Bruno, OFM da PFSAB. Nos dias 07 a 09, tivemos a graça de rezar e refletir a Espiritualidade Franciscana, contando com assessoria de Frei Miguel Kleinhans, OFM da PRONOSA, de modo remoto, mas que muito nos ajudou na percepção de que: a vida do frade menor é marcada pela vivência da espiritualidade que enriquece e frutifica a vida para a missão. Logo em seguida os dias 10,11 e 12, foram marcados pela experiência comum feita pelos noviços e noviças na participação do II Novinter, que trouxe uma temática tão atual: A cultura Digital e o Seguimento de Cristo. Este tema foi muito bem conduzido pela Ir. Gisely da Congregação das Irmãs Paulinas, nos ajudando a perceber como é necessária esta nova compreensão de anúncio do Evangelho, ao passo que surgem novas formas de ser comunidade, abrindo o nosso coração para acolher “o Verbo que se faz rede”.

Entre os dias 17 – 19, contamos com a assistência online do Frei Marcos Almeida, OFM da PFSAB, trazendo-nos a História do Franciscanismo I, sendo muito proveitosa a ocasião em que nos debruçamos sobre nossa própria história e a partir disto crescemos dentro dela como Frades Menores.

O mês de junho iniciamos com a Formação de Introdução ao estudo da Regra e organização da OFS e JUFRA, apresentado pelo Frei Erivelton Pereira, OFM da PRONOSA. Este momento convidou-nos a abertura de novos horizontes: primeiro a importância da acolhida e valorização; segundo a certeza da presença de irmãos e irmãs que desejam viver a esperança de uma Igreja sempre renovada, nos espaços onde Deus conduz, junto aos sem vez e sem voz da sociedade, levando a todos a paz e o bem.

Nos dias 07,08 e 09, tivemos a Formação sobre a Missão e Evangelização I – Fundamentos, com a assistência online do Frei Fernandes Barros, OFM da PRONOSA. Foram dias de retorno às fontes, na compreensão de uma evangelização franciscana. Afinal de contas, nós queremos viver e anunciar o Evangelho do jeito de Francisco de Assis e que se atualiza na atuação pastoral do Francisco de Roma, como nos ensina seu lema: “ter cheiro de ovelhas”. Sendo presença franciscana no meio do povo.

De 01 a 13, nossa Fraternidade local, tendo como patrono Santo Antônio, celebrou seu trezenário festivo em todas as noites, com exceção dos domingos que foram às 17h. Esses dias foram marcados pela alegria de comunhão com toda a Fraternidade Provincial celebrando juntos nosso Padroeiro. Durante a Trezena contamos com a presença do Dom Dulcênio, Bispo da Diocese de Campina Grande-PB, e dos confrades da Fraternidade São Francisco de Campina Grande-PB.

Santo Antônio nos atrai porque era um homem de pé no chão, do cotidiano e, ao mesmo tempo, um intelectual. Seu amor pelos pobres e o seu senso de justiça confirma nossa vida. Era um teólogo, mas também um pastor próximo do povo. O dia 13 de junho, foi celebrado com muita alegria em fraternidade, iniciando o dia com a oração das laudes, almoço festivo, com a presença da fraternidade São Francisco, carreata com a imagem do Santo pelas ruas da Cidade e Solene Celebração Eucarística de encerramento, presidida pelo Frei Francisco Alexandre Lima, OFM nosso Guardião.

No dia 18, celebramos o dom da vida do Frei Airton Júnior, OFM, e para este momento contamos com a presença de seus familiares. No dia 26, também celebramos o dom da vida de nosso Guardião Frei Alexandre, OFM, com a presença dos funcionários da fraternidade que somaram conosco para o bom êxito do momento. O sentimento que fica é de gratidão ao celebrar o dom da vida destes nossos irmãos, que se tornam para nós presença de Deus, ajudando a compreendermo-nos como Frades Menores.

Os dias 23 e 24, foram vividos com a Apresentação dos Trabalhos de Pesquisa em Franciscanismo realizados por cada noviço. Os temas foram os seguintes: Vida fraterna, minoridade franciscana, opção pelas marginalizados, fraternidade e ecologia, espiritualidade e regra, juventude, JUFRA, e serviço, diálogo e conversão e liturgia franciscana. Tivemos, além da presença dos confrades da casa, a participação do Frei Wellington Buarque, OFM e Frei Ronaldo César, OFM, ambos confrades da PFSAB, e da Professora Claudeci Ribeiro. Foram meses de pesquisas, leituras, oração ao empreender este itinerário de encontro, discernimento, conversão e esperança de apresentar aspectos da vida e missão a partir dos elementos essências de nossa forma de vida.

No dia 28, nossa Fraternidade se despediu, temporariamente, do confrade Frei Ronaldo César OFM, da PRONOSA, que a partir deste dia seguiu para compor a Fraternidade de São Boaventura em Triunfo-PE, contribuindo na formação da turma de Postulantes 2021/2022. Manifestamos nosso sentimento de gratidão a este confrade que conviveu conosco.

E de 29 a 30, terminamos o mês com a formação sobre Missão e Evangelização II- JPIC, com o Frei César Lindemberg, OFM da PFSAB, nos motivando a uma reflexão e identificação com o DNA da nossa Ordem Franciscana. Somos impelidos a uma transformação no modo como, pessoalmente, nos relacionamos com os seres humanos e os bens materiais, sendo chamados a uma conversão integral que começa com uma vida simples e sóbria, alimentada por uma espiritualidade mística no estilo de nosso Pai São Francisco de Assis.

Por fim queremos agradecer as nossas Províncias pela acolhida e confiança ao aceitarem nossos pedidos de admissão à Primeira Profissão Religiosa na Ordem dos Frades Menores. Queremos terminar citando um fragmento do Testamento de nossa Mãe Santa Clara, que é fonte de inspiração para nossa caminhada franciscana.

“Em nome do Senhor. Amém!

Entre outros benefícios que temos recebido e ainda recebemos diariamente da generosidade do Pai de toda misericórdia e pelos quais mais temos de agradecer ao glorioso Pai de Cristo, está a nossa vocação que, quanto maior e mais perfeita, mais a Ele é devida. Por isso diz o Apóstolo: Reconhece a tua vocação(TestC 1-4).

 

Frei Igor Santos, OFM