,

NOVICIADO: TEMPO DE PROJETAR A VIDA, SEGUINDO OS PASSOS DE CLARA E FRANCISCO

“Não tenhas medo de sonhar coisas grandes! ”
(Papa Francisco)

Podemos dizer que os meses de março e abril foram propícios, antes de tudo, para voltarmos nossos olhares para a Vida em inúmeras dimensões: como dom de Deus, como chamado, como graça e como motivo de celebração. Queremos aqui compartilhar com os leitores um pouco daquilo que o Senhor nos proporcionou vivenciar: aniversários, semana santa, ermitagem, Solenidade de São José, avaliação fraterna, formações, aniversário de Vida Religiosa de Frei Hermano Schwartbeck e nove meses de início do Noviciado comum.
Com alegria, nos dias 02 e 12 de março celebramos, em fraternidade, o dom da vida dos nossos irmãos noviços frei Mateus e frei Jansen, respectivamente. Foi momento oportuno de render graças a Deus pela presença marcante destes nossos confrades entre nós.
Após a devida preparação espiritual no tempo quaresmal, iniciamos o mês de abril com a celebração do Tríduo Pascal, onde os noviços deram assistência tanto à fraternidade local, quanto ao Mosteiro de Santa Clara, em Campina Grande/PB. Foram dias fortes marcados pela oração, recolhimento, silêncio e de comunhão com Deus, com os irmãos, com a Igreja e com tudo o que a sociedade tem vivido, culminando com o Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor. O mistério celebrado nos recorda que devemos renovar sempre a esperança, mesmo diante da situação pandêmica que vivemos, de tantos sinais de morte, impulsionando-nos a optar pela vida.
Em união com toda a Igreja, celebrando este ano dedicado a São José, nossa comunidade franciscana celebrou juntamente com o povo de Deus o novenário a ele dedicado. Momento propício para renovarmos nossa fé e devoção ao Patrono da Igreja Universal. Por conta do decreto do Governo do Estado da Paraíba que restringiu a participação dos fieis nos cultos religiosos para evitar a proliferação da Covid19, o novenário precisou ser concluído sem a presença dos devotos, contando apenas com a transmissão das missas pelas redes sociais do convento.
No dia 23 de março, realizamos uma Avaliação Fraterna, algo comum para a etapa formativa do Noviciado, sendo um momento marcado pela oração, caridade e sensibilidade. Percebemos o quanto foi proveitoso para o nosso crescimento enquanto Noviciado Comum. Esse momento favoreceu-nos a percepção das nossas qualidades e daquilo que precisamos melhorar.
Seguindo a perspectiva formativa, entre os dias 29 e 30 março, tivemos a graça de participar de uma preparação para assistentes espirituais da OFS e JUFRA, guiados pelo Frei Wellington Buarque. Na ocasião, também pudemos conversar por vídeo-chamada com o assistente-geral dos Frades Menores para a Ordem Terceira Franciscana, Frei Pedro Zitta, OFM.
No mês de março também foram iniciadas as formações da Regra, Cartas e Testamento de nossa mãe Santa Clara, conduzidas pelas Irmãs Clarissas do Mosteiro de Campina Grande/PB, como oportunidade rica de conhecer melhor a Forma de Vida das Irmãs Pobres, servindo para solidificar a pertença ao carisma franciscano, bem como estreitar os laços fraternos.
Entre os dias 12 a 18 de abril, aconteceu a segunda Ermitagem do Noviciado, que teve como motivação a elaboração do Projeto Pessoal de Vida. A mesma realizou-se na Ala São Francisco, do convento de Ipuarana, assessorada por Frei Ronaldo César, Vice-mestre do Noviciado. Esta foi marcada pela experiência do RECORDAR, primeiramente as nossas famílias, os nossos chamados vocacionais, as motivações que nos levaram a sair de nossa comunidade de origem e os nossos sonhos, sonhados junto com Deus, que nos animam e fortalecem na caminhada.
Em caráter formativo, participamos, junto aos postulantes que estão em Triunfo/PE, de uma live com o Frei Joanan Marques, onde foi apresentado um conspecto histórico da Missão Franciscana Tiryió a partir da perspectiva indígena, fruto de sua dissertação de mestrado em História.
Em espírito fraterno, nossa fraternidade da Porciúncula assistiu a live promovida pela Pastoral Vocacional da Província Franciscana de Nossa Senhora da Assunção, que teve a condução do Frei Gilberto Magno, das Irmãs Anjas e de demais membros da referida Província. Achamos uma iniciativa muito ousada, criativa e dinâmica, despertando e animando os jovens a abraçar o seguimento de Cristo na Vida Religiosa Franciscana.
Encerrando o mês de abril, rendemos graças a Deus pela vida doada, pelo testemunho fraterno e contemplativo de nosso confrade Frei Hermano Schwartbeck, que celebrou no dia 28 cinquenta e oito anos de Vida Religiosa Franciscana Consagrada. Sua presença muito nos anima e nos inspira na caminhada, por isso somos gratos por tê-lo em nossa convivência.
Por fim, concluímos recordando a celebração dos nove meses de início do Noviciado, tempo este, como lembrou Frei Sergio Moura, Mestre dos Noviços, que compreende uma gestação, o que nos impulsiona a abraçar ainda mais o que é próprio da Vida Religiosa e, mais particularmente, do que consiste o Carisma Franciscano.

Frei Igor Bibi dos Santos, OFM
Frei Bruno Henrique Barros, OFM