,

IRMÃS CLARISSAS CELEBRAM 25 ANOS DE PRESENÇA NA CIDADE DE CANINDÉ – CEARÁ

No último dia 18 de agosto, as Irmãs Clarissas do Mosteiro do Santíssimo Sacramento, localizado na Cidade-Santuário de Canindé, Região do Sertão central do Ceará, celebraram 25 anos de sua fundação na cidade de Canindé. A data onde se celebrava a Assunção de Nossa Senhora e a vocação à Vida Consagrada recebeu um tom ainda mais especial com a celebração do Jubileu de Prata.
A Celebração eucarística presidida por Frei Marconi Lins, OFM (Reitor do Santuário de São Francisco das Chagas), encerrou o ano jubilar que deu início no dia 11 de agosto de 2018. Esta solene celebração contou com a presença de Religiosos, amigos, colaboradores e a comunidade canindeense.
Inspirado pela Festa Mariana, Frei Marconi fez alguns pedidos às irmãs: que elas não deixassem de cantar o seu hino de louvor ao Deus da vida, que na partilha e na escuta ao povo que as procura, incentivassem a também cantar o seu Magnificat, pois como recordou, Santa Clara ao final de sua vida louvou ao Senhor porque a havia criado. Por fim, pediu que em meio a um mundo de tantas luzes, as religiosas não permitam que as luzes externas, que trazem escuridão não invadam a suas vidas de oração e contemplação. E que continuem sendo luz na cidade de Canindé.
O reitor do Santuário lembrou ainda que em uma conversa com um romeiro foi interrogado sobre o porquê da clausura do Mosteiro. Se baseando nesta interrogação, o frade pediu que as grades não seja uma obstrução ou uma proteção do mundo, nem tampouco as impeça de chegarem até os pobres e os que sofrem.
Ao final da celebração, as irmãs lembraram daqueles que colaboraram e colaboram com a continuação dos trabalhos do Mosteiro do Santíssimo Sacramento. Para fixar a data no prédio, foi descerrada uma placa com a lembrança da data.
As celebrações de encerramento deste ano jubilar começaram ainda durante o novenário dedicado a Santa Clara que trouxe como tema: “Presença de vida orante na cidade da Fé”, e contou com a participação de fiéis que lotaram os onze dias de festejo.
Sobre a Fundação
As primeiras irmãs Clarissas chegaram em Canindé-CE no dia 7 de agosto de 1994, para fundarem a fraternidade do Mosteiro do Santíssimo Sacramento. O sonho da presença da segunda ordem em Canindé, veio ainda com Frei Lucas Dolle, OFM e foi concretizado por Frei José Batista, OFM que fez o pedido na época a Madre Cecilia, abadessa do Mosteiro Santa Clara em Campina Grande na Paraíba. As irmãs lembraram também com carinho nesta data a ajuda das Irmãs da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, através da pessoa da Irmã Blanda que não negou esforços para ajudar na alimentação, estadia e acompanhamento das Clarissas. No dia 11 de agosto do mesmo ano uma missa celebrada na Basílica de São Francisco, celebrada por Dom Aloísio Cardeal Lorscheider, OFM, com a participação do Ministro provincial da época Frei Afonso Schumacher, OFM e os frades da fraternidade local deu início a presença das monjas na cidade da Fé. No início, as imãs ficaram em uma Casa Provisória, enquanto aguardavam a construção do atual Mosteiro que só foi concluído em 1996.
Documentário fala sobre a presença das Clarissas em Canindé
Já disponível no canal do YouTube do Núcleo Televisivo do Santuário – NTS, um documentário produzido pelo NTS conta através de fotos, arquivos e depoimentos a histórias desses 25 anos de presença das irmãs Clarissas em Canindé.

 

Frei Roberto Alves, OFM.

 

Você pode conferir abaixo:
JUBILEU DE PRATA – MOSTEIRO DE CANINDÉ

FOTOS: Nixon e João Pedro