,

MISSÃO FRANCISCANA É TEMA DE CURSO INTERPROVINCIAL DE FRANCISCANISMO EM SANTARÉM-PA

O carisma missionário é constitutivo da vida franciscana. Buscando aprofundar esta temática tão cara ao franciscanismo, os frades de profissão temporária da Província de Santo Antônio do Brasil, da Província de Nossa Senhora da Assunção e da Custódia de São Benedito da Amazônia se reuniram em Santarém, no Pará, do dia 13 ao dia 25 de janeiro. O Curso contou com a assessoria de Frei Rômulo Canto, OFM, Irmã Raimunda Barbosa, FFSCJM, Frei Alvaci Mendes, OFM, Frei Miguel Kleinhans, OFM, Irmã Marlene Betlinski, SFA e Frei Florêncio Almeida, OFM. Além das assessorias, contou com a partilha de leigas e confrades da realidade local.

O encontro se iniciou com um retiro orientado pela Ir. Raimunda e o conteúdo dos dias de curso, se deu a partir dos Evangelhos, das Fontes Franciscanas e do Documento da Ordem produzido a partir do seu Conselho Plenário  ocorrido em Nairóbi no ano de 2018. A intenção foi apresentar o itinerário e o significado da Missão para o carisma franciscano.

Os dias de curso levaram os cursistas a fazer a experiência da “voltar ao Primeiro Amor” (Ap 2, 4) do carisma: uma fraternidade em missão.

Frei Miguel Kleinhans, OFM da Província Franciscana de Nossa Senhora das Assunção

Missão

Frei Rômulo iniciou a partilha sobre o tema da missão à luz do Evangelho. Frei Miguel continuou o estudo a partir das origens do movimento franciscano até os dias atuais. Frei Alvaci, por sua vez, apresentou o Documento da Ordem resultado do CPO: “Quem tem ouvidos escute o que o Espírito diz… aos Frades Menores hoje”.

Sínodo da Amazônia

Assessoria de Ir. Marlene, participante do Sínodo da Amazônia

Durante o Curso de Franciscanismo, os frades de profissão temporária refletiram os assuntos discutidos no Sínodo da Amazônia. Ir Marlene, que participou do encontro como auditora, partilhou sua experiência em Roma durante os dias do sínodo, bem como da realidade de missão onde atua como Administradora de uma Área Missionária no município de Monte Alegre-PA.

A partir disso, os confrades que atuam em realidades diversas na região amazônica, inclusive na Missão Cururu junto aos índios Mundurucu, também partilharam sua atuação e os desafios da missão.

Outro momento marcante foi a roda de conversa realizada pelo Grupo de Defesa da Amazônia, que recebeu mais dois participantes do Sínodo, o Promotor de Justiça e Membro da REPAM (Rede Eclesial Pan-Amazônica) Dr. Felício Pontes e o Padre Jesuíta Guilhermo Grisales para conversar sobre os ecos deste importante evento na Igreja.

Ressonâncias

O Frei Francisco José, da Província de Santo Antônio do Brasil, partilhou:

“Foi uma experiência única. Pude conhecer o norte do Brasil, além de conviver uns dias com os frades daquela região. Pude também experimentar novas culturas, conhecer novas pessoas, além de adquirir muito conhecimento com as formações. A partir de agora é pôr em prática!”

Frei Lauro Matheus, da Custódia de São Benedito da Amazônia, ressaltou:

“É uma alegria para nós da Amazônia receber os irmãos vindos da região Nordeste para conhecer uma parte da missão desenvolvida pelos frades franciscanos nesta terra de missão.”

Frei Fábio Souza, da Província de Nossa Senhora da Assunção, destacou:

“Sendo a minha primeira vez neste curso de franciscanismo, quero destacar os seguintes pontos: primeiramente a interação entre todos os frades, o convívio fraterno, as formações e os momentos de orações. Para mim, o que me encantou neste curso foi a missão de Monte Alegre junto às comunidades onde os frades trabalham. A experiência de andar de balsa, pela primeira vez, me deu vontade de me abrir ainda mais para a missão franciscana.”

Mais informações

O Curso de Franciscanismo, é realizado em três etapas, abordando assim a história, a espiritualidade e a missão franciscanas. As entidades do Norte  e Nordeste do País são as promotoras e envolvidas. Essa foi a primeira vez que a Custódia de São Benedito da Amazônia sediou o curso.

Redação: Frei Roberto Alves, OFM
Fotos: Frei Lorrane Clementino, OFM