,

FRADES DE PENEDO/AL PARTICIPAM DE MOBILIZAÇÃO EM SOLIDARIEDADE AO RIO SÃO FRANCISCO E AS VÍTIMAS DE BRUMADINHO

No último dia 25 de fevereiro, faz um mês do crime ambiental de Brumadinho (MG). Diante deste crime, vários grupos e várias cidades ribeirinhas, se organizaram nas margens do Rio para protestar, e não poderíamos nos calar ao vermos tantos mortos e desaparecidos. É preciso prestar nossa solidariedade às vítimas deste crime e juntar as nossas vozes a dos que já não tem tanta força para gritar. Por isso, nós frades franciscanos residentes na fraternidade de Penedo- AL, nos unimos aos camponeses, MST, pastorais sociais e sociedade civil, em Neópolis –SE, cidade do baixo São Francisco, para gritar: O lucro não vale a vida!
São 139 pessoas ainda desparecidas, e 171 mortes confirmadas. O Rio Paraopeba, fundamental para sobrevivência da população ribeirinha e para o abastecimento da região metropolitana de Belo Horizonte, é um Rio morto. Os sinais de contaminação da água já podem ser vistos até no Rio São Francisco. O interesse do capital é apenas lucrar, não existe preocupação com a vida. A cada dia temos mais certeza de que este crime não atingiu apenas Brumadinho, mas se espalha por toda bacia hidrográfica.
Foi um momento bonito, de falas de indignação diante do ocorrido, de canções que nos fizeram refletir a realidade e de um momento de oração que encerrou o momento. O cenário é preocupante, quando vemos tantas famílias que dependem exclusivamente do Rio São Francisco e de outros para sobreviver. Mas continuaremos lutando do lado dos mais pobres, pois o lucro não vale a vida! Basta de impunidade!
Pedimos a Deus que continue inspirando pessoas para se juntarem na luta pelos direitos do povo, na perspectiva de construirmos aqui e agora o reino de paz e justiça.

Paz e Bem! Asè! Awerê!

Frei Érick Ramon, OFM