,

PADRE QUER DERRUBAR PAINEL PINTADO HÁ 46 ANOS POR FREI JUVENAL EM PORTO DA FOLHA/SE E POPULAÇÃO REAGE

Padre da Igreja Matriz da Cidade de Porto da Folha, Sergipe, ameaça derrubar uma pintura de 46 anos, que teve como autor Frei Juvenal Bonfim e representa um marco importante para a vida do povo daquela região. Porém, o povo da cidade, fortalecido por grupos e entidades civis e religiosas, discorda dessa ação.

Vejamos, por exemplo, o que um jovem pintor, Luan Ricardo Friant escreveu sobre esse caso:

“Olha esse mural pessoal, ele fica situado na cidade de Porto da Folha, foi um mural feito no período militar com o intuito de unificar a religiosidade e a resistência, é um mural que declara a necessidade e a luta pela emancipação do camponês perante o coronelismo. Mas esse mural está para acabar. O atual Padre da igreja decidiu que esse símbolo histórico não faz mais parte de sua conjuntura filosófica e política, um verdadeiro atentado a memória do povo. Memória essa que muitas vezes é suprimida pela fome, pela ausência de direitos, pela impossibilidade de transitar no espaço, de conhecer coisas novas, como dizia Camus, o Pobre não tem nem o luxo de lembrar sua história. Não é necessário ser um artista um Historiador da arte para entender a sua importância. Não gostamos de arte porque achamos que é bonito, gostamos de arte porque precisamos dela, destruir um painel com um peso histórico tão importante pode ser considerado um suicídio subjetivo, a verdade é que o status quo tenta prevalecer, mas não deixemos que isso aconteça, o que mantém a sociedade estruturada não é a sua tecnologia, nem sua economia, mas sim sua capacidade de armazenar aquilo que importante, fazemos isso com escrita, com a pintura e com a ciência. Eu digo não a essa derrubada, e repudio toda e qualquer postura autoritária, de qualquer membro de nossas instituições sociais. Que a história prevaleça, que a arte seja mais forte, pois como disse uma vez Picasso, arte não foi feita para ficar presa em paredes de apartamentos, ela é um martelo que usamos para construir a sociedade” (Fonte Instagram do Luan Ricardo Friant -Pintor Figurativo Realismo contemporâneo –@luanricardofineart)

Essa situação tem se tornado conhecida, tanto que no Jornal Correio de Sergipe a matéria ganhou destaque (cf. imagem abaixo).

O que a população reivindica é a permanência do Painel, uma vez que ele faz parte da história do povo.