,

ACONTECE EM APARECIDA A 56ª ASSEMBLÉIA GERAL DOS BISPOS DO BRASIL

Desde o dia 11 de abril estão reunidos em Assembléia, em Aparecida-SP, os Bispos da Conferência Brasileira.
O espiscopado – que possui mais de 300 bispos espalhados nas Dioceses do Brasil – se reúne para tratar o tema: “Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil”. Embora esse seja o tema principal, a Assembléia tem tratado de vários outros temas como o Ano do Laicato, o Texto sobre as novas comunidades, etc.

O tema da formação dos presbíteros foi escolhido como assunto principal pela preocupação da CNBB em querer efetivar a Nova Ratio Fundamentalis, que foi aprovada pela Congregação para o Clero, e fornece Orientações Gerais para serem adaptadas pelas Conferências Episcopais nos diferentes países do mundo. Essas Nova Ratio Fundamentalis quer contribuir na identidade, vida e missão do presbítero atual.

Afirmou Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, Bispo  de Campos (RJ), que “é necessário partir do contexto atual, marcado pela mudança de época, que exige um discernimento e um acompanhamento profundo e personalizado das vocações que o Espírito suscita na Igreja. Um repensar dos itinerários de formação nas etapas, situações e momentos que possibilitem uma verdadeira iniciação, encontro, comunhão e configuração com o mistério e a Pessoa de Cristo, chamando a um seguimento e entrega definitiva de modo a constituir um Projeto de Vida. Qualificar e aprimorar a dimensão intelectual e espiritual, visando a integrá-las num esforço de atender à Nova Evangelização, que solicita sacerdotes com unção, sabedoria, santidade e presentes na vida do povo sofredor, fraternos e amigos dos pobres. Por isso, o eixo e o pano de fundo e mola mestra, forja educativa do novo padre, será a dimensão pastoral-missionária que impulsionará um verdadeiro movimento apostólico de ser Igreja em processo permanente de saída rumo às encruzilhadas e periferias”.

A Assembléia seguirá até o dia 20 de abril e a Igreja do Brasil espera ansiosa pelos frutos desses dias de trabalho e reflexão.

 

Fonte e Foto: Site da CNBB