,

RELATO DE UM JOVEM ASPIRANTE SOBRE ENCONTRO VOCACIONAL

“Aquele que vos chamou, aquele que vos chamou, é fiel, é fiel.”

No dia 17 de fevereiro de 2018 demos início ao nosso despertar vocacional no Convento São Francisco na cidade de Campina Grande – PB. Éramos quatro jovens: Davison, residente na cidade de Teixeira – PB, Diego e José Antônio, ambos residentes na cidade de Desterro – PB, e Vinicius que reside na cidade de Lagoa de Roça – PB.

Começado o encontro vocacional, após as devidas apresentações, nos direcionamos à biblioteca para darmos inicio às formações. Contamos com a excelente didática do Frei Juscelino que brilhantemente nos acompanhou nesses dois dias. Ele esclareceu que este encontro é oferecido aos jovens que ainda não compreendem, mas querem discernir a qual vocação são chamados, porém, o objetivo primordial dos encontros é o conhecimento sobre a Proposta Franciscana de Vida. Ou seja, é uma oportunidade para que os jovens descubram vocacionados ou não ao carisma franciscano e à vida religiosa. Alargando o horizonte, Frei Juscelino nos mostrou os diversos caminhos que podem ser seguidos à luz do carisma franciscano.

No segundo dia, foi exposto o tema “Fraternidade”, essa que é um meio oportuno para se realizar a experiência com Cristo que formava fraternidade com os seus discípulos. Aprofundando o tema, Frei Juscelino usou o Evangelho de Matheus 18,15-20 como modelo para a vida fraterna. Na oportunidade, foi apresentada a forma de vida dos franciscanos e sobre Francisco e a Misericórdia.

Contamos com o testemunho de vida do Frei José Teixeira (Zezinho), que nos relatou sua experiência de vida e caminhada religiosa, nos convidando a termos uma vida pautada sobre a misericórdia e a correção fraterna.

Após a exposição dos temas, finalizamos com a avaliação, que, por sinal, foi muito satisfatória para todas as partes.

Durante os encontros, buscamos construir laços com os frades daquela fraternidade. Convivemos, rezamos, partilhamos, ouvimos, e ficamos sedentos e desejosos de sempre retornar a essa fonte de paz que nos fez tão bem.

Pedimos a São Francisco que nos conceda a graça da perseverança para que possamos ouvir e responder o chamado de Deus como ele fez.

Davison Jansen

(Aspirante do grupo vocacional de CG-PB)

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *