“Quem se eleva será humilhado e quem se humilha, será elevado”

LITURGIA DOMINICAL

O evangelho que nos é proposto neste Domingo, narra Jesus participando de uma refeição, em dia de sábado, na casa de um homem importante do grupo dos fariseus. Jesus continua no caminho rumo a Jerusalém, faz uma pequena parada e hospeda-se na casa deste fariseu, e observa “como os convidados escolhiam os primeiros lugares”. Ele observa que as pessoas estavam preocupadas em buscar privilégios e honras. E através, da parábola lança uma crítica veemente “aos que gostam dos primeiros assentos nas sinagogas e dos lugares de honra nos banquetes”. O objetivo de Jesus é construir uma sociedade nova e justa, um Reino de paz Justiça.

Nesta perícope, através da ação de Jesus, podemos perceber que a verdadeira grandeza é a que temos diante de Deus. Ele assegura a cada pessoa o lugar no banquete de seu Reino. A Boa-Nova de Jesus inverte a escala de valores da sociedade. “Quando tu fores convidado, vai e senta-te no último lugar, (…) por que quem se eleva será humilhado e quem se humilha, será elevado (14,24-27). As relações e os papeis são redimensionados a partir do Evangelho. O primeiro é aquele que serve, o maior é o último (cf. 22,24-27).

Portanto, como criaturas humanas, glorificamos a Deus na humildade e no serviço gratuito ao próximo. A mensagem de Jesus aponta para o Reino, o novo modo de ser comunidade solidária e fraterna. Com Jesus, aprendemos que a melhor forma de agradar a Deus, de viver em comunhão com Ele é estarmos sempre disponíveis a servir aos irmãos com generosidade.

Frei Rogério Lopes, OFM