A alegria da vocação

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

Acolhida: espontânea, por conta de quem coordena

Ambiente:  Usar Bíblia, velas, panos coloridos para tornar o espaço um ambiente alegre onde todos sintam-se bem acolhidos; pode-se também usar frases que se refém a alegria, usar a criatividade.

Motivação: Queremos celebrar a vocação. Agradecer ao Senhor pelo dom do chamado e pela oportunidade da resposta. E queremos fazer memória do chamamento que recebemos, recordando que o diálogo amoroso que o Senhor estabelece conosco através da vocação, é um convite para a vivência na alegria, como nos lembra e insiste o Papa Francisco: “ A Alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Com Jesus Cristo sempre nasce e renasce a Alegria”. Por esse motivo e tantos outros em nossa vida agradeçamos ao Senhor, tão precioso dom.

Oração inicial:  Invocação a Santíssima Trindade e ao Espírito Santo.

Canto: Alegrai-vos sempre no Senhor, Alegrai-vos no Senhor. (2x) Alegrai-vos (2X) Alegrai-vos no Senhor.

Dinâmica: Carta a si próprio
Objetivo: Levantamento de expectativas individuais, compromisso consigo próprio, percepção de si, auto-conhecimento, sensibilização, reflexão, auto-motivação, absorção teórica.

Material: Envelope, papel e caneta.

Como Fazer:

1) Individualmente, cada um escreve uma carta a si próprio, como se estivesse escrevendo a seu(sua) melhor amigo(a).
2) Dentre os assuntos, abordar: como se sente no momento, o que espera do grupo ou comunidade, como espera estar pessoal e profissionalmente daqui a 30 dias.
3) Destinar o envelope a si próprio (nome e endereço completo para remessa).
4) O facilitador recolhe os envelopes endereçados, cola-os perante o grupo e, após 45 dias aproximadamente, remete ao integrante (via correio).

Evangelho: Lc 18, 22

Reflexão:

Em seu Testamento, Santa Clara nos alerta: “ Entre outros benefícios que temos recebido e ainda recebemos diariamente da generosidade do Pai de toda misericórdia  e pelos quais mais temos que agradecer ao glorioso Pai de Cristo, está a nossa vocação que, quanto maior e mais perfeita, mais a Ele é devida. Por isso diz o Apóstolo: “Reconhece a tua vocação”.  O Filho de Deus fez-se para nós o Caminho, que nosso bem-aventurado pai Francisco, que o amou e seguiu de verdade, nos mostrou e ensinou por palavra e exemplo”.

“Ao chamar-vos , Deus diz-vos: “ Tu és importante para mim, eu amo conto contigo”. Jesus diz isto a cada um de nós! Disto nasce a Alegria! A alegria do momento no qual Jesus olhou para mim. Compreender e sentir isto é o segredo de nossa alegria. Sentir-se amado por Deus, sentir que para Ele nós não somos números. Mas pessoas; e sentir que é Ele que nos chama. Papa Francisco a parar a nossa alma no fotograma da partida: “ A alegria do momento no qual Jesus olhou para mim”, e evocar significados e exigências subentendidos à nossa vocação: “ é a resposta a uma chamada. A uma chamada de amor”. Estar com Cristo exige compartilhar com Ele a vida, as escolhas, a obediência de fé, a beatitude dos pobres, a radicalidade do amor (Doc. ALEGRAI-VOS, do Papa Francisco aos consagrados).

 

Partilha:

Perguntas para partilhar:

1. Como cada um procura reconhecer a sua vocação?

2. Como podemos expressar a alegria pelo chamado que Deus nos faz?

 

Oração Final: Rezar o Pai Nosso e concluir com a benção de Santa Clara.

O Senhor te abençoe e te proteja, faça resplandecer sobre a ti a sua face e te dê a sua misericórdia. Amém

Volte para ti o seu olhar e te dê a paz. Amém.

Derrame sobre ti as suas bênçãos e no céu te coloque entre os seus Santos e Santas. Amém.

O Senhor esteja sempre contigo e que tu estejas sempre com Ele. Amém.

 

Colaboração: Frei Ronaldo César, OFM