Roteiro Celebrativo para Festa de Santa Clara

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

A Virgem Santa Clara de Assis fulgura na Igreja, no mundo e na Ordem Seráfica como grande luzeiro entre as figuras femininas na história. Continua revelando até hoje a face feminina do carisma franciscano. Ela aparece como defensora e permanente incentivadora da espiritualidade evangélica da vida em Deus, da Altíssima pobreza e da vida em fraternidade, os pilares da vida franciscana de conversão evangélica.

Sua festa leva os franciscanos e as franciscanas a se espelharem cada ano no Cristo pobre e crucificado, mística tão presente em Clara de Assis. (Devocionário Franciscano, pág. 378)

 

Dinâmica do Espelho

Objetivo: Levar cada irmão a reflexão na contemplação da imagem de Jesus Cristo sobre qual o espelho ideal para refletirmos nossas ações. Meditar sobre a importância de não se perder de vista nosso ponto de partida, O Cristo Pobre que é o nosso espelho sem mancha.

Participantes: 10 a 20 pessoas

Tempo Estimado: 30 minutos

Material: Um espelho escondido dentro de uma caixa, de modo que ao abri-la o integrante veja seu próprio reflexo e em outra caixa escondido uma imagem de Jesus Cristo de modo que ao abri-la cada integrante possa contemplar a imagem de nosso Salvador.

Descrição: O coordenador motiva o grupo: “Cada um pense em alguém que lhe seja de grande significado. Uma pessoa muito importante para você, a quem gostaria de dedicar à maior atenção em todos os momentos, alguém que você ama de verdade… com quem estabeleceu íntima comunhão… que merece todo seu cuidado, com quem está sintonizado permanentemente… Entre em contato com esta pessoa, com os motivos que a tornam tão amada por você, que fazem dela o grande sentido da sua vida…” Deve ser criado um ambiente que propicie momentos individuais de reflexão, inclusive com o auxílio de alguma música de meditação. Após estes momentos de reflexão, o coordenador deve continuar: “… Agora vocês vão encontrar-se aqui, frente a frente com esta pessoa que é o grande significado de sua vida”. Em seguida, o coordenador orienta para que os integrantes se dirijam ao local onde estão as caixas (um por vez). Todos devem olhar o conteúdo de ambas as caixas e voltar silenciosamente para seu lugar, continuando a reflexão sem se comunicar com os demais. Finalmente é aberto o debate para que todos partilhem seus sentimentos, suas reflexões e conclusões sobre o que tem mais valor se ter como ponto de partida a sua própria imagem ou a imagem de Nosso senhor Jesus Cristo. É importante debater sobre os objetivos da dinâmica.

Cantar após a dinâmica: Cantiga por Irmã Clara ( de Padre Zezinho )

 

Espelho de Clara

A espiritualidade de Santa Clara, a síntese de sua proposta de santidade está recolhida na quarta carta a Santa Inês de Praga. Santa Clara utiliza uma imagem muito difundida na Idade Média, de ascendências patrísticas, o espelho. E convida sua amiga de Praga a se olhar no espelho da perfeição de toda virtude, que é o próprio Senhor. Escreve: “feliz certamente aquela a quem se lhe concede gozar desta sagrada união, para aderir com o profundo do coração [a Cristo], àquele cuja beleza admiram incessantemente todas as beatas multidões dos céus, cujo afeto apaixona, cuja contemplação restaura, cuja benignidade sacia, cuja suavidade preenche, cuja recordação resplandece suavemente, a cujo perfume os mortos voltarão à vida e cuja visão gloriosa fará bem-aventurados todos os cidadãos da Jerusalém celeste. E dado que ele é esplendor da glória, candura da luz eterna e espelho sem mancha, olhe cada dia para este espelho, ó rainha esposa de Jesus Cristo, e perscruta nele continuamente teu rosto, para que possas te adornar assim toda por dentro e por fora… neste espelho resplandecem a bem-aventurada pobreza, a santa humildade e a inefável caridade” (Quarta carta: FF, 2901-2903).

Canto de aclamação ao evangelho: Aleluia, Aleluia ide pelo mundo o Evangelho anunciar.

 

 Indicação do Evangelho a ser lido: LC 18, 22. MT 19, 21. MC 10, 21

 

Cantar após a leitura do Evangelho: Irmão Francisco, irmão de todo irmão.

 

Abrir espaço para que os irmãos falem espontaneamente sobre a mensagem do Evangelho lido.

 

Invocação e bênção de santa Clara

D. Ó seráfica Santa Clara, primeira discípula do Poverello de Assis, que abandonastes riquezas e honras por uma vida de sacrifício e de altíssima pobreza, obtende-nos de deus a graça de sermos sempre submissos à vontade divina e confiante na Providência do Pai Celestial.

T. Amém.

D. O Senhor todo-poderoso vos abençoe;

Volte para vós os seus olhos misericordiosos e vos dê a sua paz.

O Senhor derrame sobre vós as graças em abundância, e, no céu, vos coloque entre os seus santos.

R. Amém.

Encerrar com o abraço fraterno e cantando o hino de santa Clara.

 

Colaboração: Agnes Larissa, JUFRA – Fraternidade  Espelho de Clara (Camela/Ipojuca-PE)