Província de Santo Antônio em contagem regressiva para o Capítulo das Esteiras 2016

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

Os irmãos das diversas fraternidades já se encaminham para Lagoa Seca, na Paraíba, para refletir e celebrar a fraternidade e a missão da Província no Capítulo das Esteiras 2016. Serão dias de intenso convívio fraterno que culminarão com a profissão religiosa de dez irmãos.

LOGO_CAPITULO2016Os preparativos para o Capítulo das Esteiras, que será celebrado de 28 de janeiro a 2 de fevereiro deste ano, chegam na reta final. Após os últimos ajustes na programação e a publicação das equipes de serviço pelo Definitório Provincial, a expectativa agora é pela chegada dos confrades para os seis dias do Capítulo.

Frei João Amilton, Moderador Provincial para a Formação Permanente, juntamente com a Equipe de Formação Permanente, tem a missão de coordenar o Capítulo. Mostrando-se bastante animado para o encontro, ele promete algumas surpresas já na chegada. Mas para isso também adianta que é preciso chegar com disposição para participar, pois ninguém sabe tudo e todos podem colaborar a partir de suas experiências.

“Para mim o mais interessante é a gente mergulhar nas nossas fontes inspirando-se em Francisco para a gente se empolgar e se entusiasmar na vida fraterna e na missão dentro da Província para ser sinal do Reino de Deus no mundo”, avalia Frei Amilton, ressaltando que a programação do Capítulo será dinâmica e criativa e não cansará ninguém.

Nos três dias (29, 30 e 31 de janeiro), o objetivo será rever a história da Província, olhar para a dimensão da caminhada dos frades atualmente e apontar pistas para o futuro a partir do carisma franciscano.

Para lançar um olhar de gratidão no passado, foi convidado o assessor Frei Sandro Roberto, historiador da Província da Imaculada Conceição. Como prata da casa teremos ainda Frei Marcos Almeida que coordenará uma mesa-redonda com alguns pesquisadores que investigam temas ligados à história da Província.

“Esta Província tem uma história que é bem particular… Ela propõe uma identidade espiritual a nível planetário e uma identidade política a nível do Brasil”, destaca Frei Marcos Almeida referindo-se às raízes alcantarinas da Província e à construção de um franciscanismo voltado para os indígenas.

Depois de olhar a história, será realizado um grande painel para tentar situar a realidade fraterna e missionária dos frades hoje. O Serviço de Animação Vocacional, o Secretariado de Formação e Estudos, a Equipe de Formação Permanente e o Secretariado de Evangelização e Missão dinamizarão estes momentos que acontecerão na tarde do dia 30 e na manhã do dia 31 de janeiro. Para encerrar esta dimensão com um momento celebrativo foi convidado o Cantor e poeta Zé Vicente, que já confirmou presença.

IMG_6410
O Capítulo das Esteiras terá um caráter celebrativo e mais um espaço para convivência fraterna.

Por fim, o Capítulo das Esteiras 2016 propõe também que se aponte pistas para acolher o novo com esperança. Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC, bispo de Caicó-RN, aceitou com alegria o convite feito pela Província, lembrando de sua relação com os franciscanos na cidade de Penedo, onde cresceu e foi crismado, como também de seu nome legitimamente franciscano: “Antônio”.

Dom Antônio acredita que o pontificado do Papa Francisco é um dos grandes sinais de esperança para a vida religiosa hoje, e mais particularmente para os franciscanos. Segundo o bispo de Caicó, o nome de “Francisco”, escolhido pelo Papa, a Encíclica Evangelii Gaudium, o Ano da Vida Religiosa Consagrada e o Jubileu da Misericórdia apontam para aquilo que tem sido uma de suas recomendações: a fidelidade criativa ao Evangelho. “Não há receitas prontas. É preciso fazer discernimento. Em momentos de crise devemos rever nossas fragilidades para tomar consciência de que Cristo é nossa fortaleza”, concluiu Dom Antônio.

Neste espírito de esperança e renovação é que serão acolhidos no dia 2 de fevereiro, encerrando o Capítulo das Esteiras, os primeiros votos de quatros noviços e a profissão definitiva na Ordem de seis irmãos professos temporários.

No encerramento do Capítulo das Esteiras seis frades realizarão sua profissão definitiva e quatro noviços farão a primeira profissão religiosa.
No encerramento do Capítulo das Esteiras seis frades realizarão sua profissão definitiva e quatro noviços farão a primeira profissão religiosa.

Se os irmãos que o Senhor nos envia é graça que reconhecemos como presença do Senhor que não nos abandona, representa, por outro lado, um compromisso de corresponder a esta mesma graça, zelando pela fidelidade que deve se revelar na vida de cada irmão.

Frei Marcos Carvalho, OFM