A tenda da vocação

VOCAÇÕES

Toda caminhada exige um momento de parada para enxergar os sinais que o Bom Deus nos proporciona no dia-a-dia. Se no início da festa de São Francisco em Canindé escolhemos andar com o povo, durante a festa escolhemos parar. Frades e vocacionados armaram uma tenda na praça da Basílica para ali tentar entender como Deus nos chama.

A tenda tinha dois objetivos: acolher os jovens que chegam até nós confusos e cheios de dúvidas sobre o sentido que querem dar as suas vidas; bem como, vender o material vocacional para assim juntar fundos para o nosso serviço durante o ano.

Como disse acima, tratam-se de objetivos e não finalidades. Pois os objetivos dão um sentido de continuidade, ao contrário da finalidade que como seu próprio nome sugere é fim. A tenda foi desarmada quando a festa encerrou, contudo, a caminhada vocacional continua tendo como próxima parada a cidade de Campo Formoso na Bahia nos dias 09 a 12 de outubro.

Pensando assim, os objetivos foram alcançados. Apuramos mais do que esperávamos e escutamos alguns jovens que chegaram a nossa tenda com o intuito de tentar entender o Deus que chama.

Como é bom escutar dos jovens o desejo de consagração a Deus através da Vida Religiosa franciscana; como é bom sentir que o Bom Deus continuar a falar mesmo em meio a uma juventude não levada a sério por muitos, pelo simples fato de agir diferente do que normalmente acredita-se ser a forma certa.

Portanto, confiante no chão que precisamos percorrer, sigamos com a séria decisão de seguir Cristo nos passos humildes de São Francisco das Chagas de Canindé.

Frei Pedro Júnior, OFM.