,

Justiça, Paz E Integridade Da Criação É Destaque No 17º Dia Do Capítulo

Recuperado o ritmo habitual do Capítulo, o começo do 17º dia foi com as boas vindas ao neo-eleito Definidor Geral, Fr. Ivan Sesar, que havia se incoporado à Assembleia Capitular no domingo à noite.

Durante a manhã contamos com a presença de S.Ema.Rma. Peter Turkson, Cardeal Presidente do Conselho Pontifício de Justiça e Paz, que apresentou aos Capitulares o testemunho intitulado «Papel da Igreja e dos Frades menores no nosso tempo».

Em sua conferencia, e depois em um animado diálogo que sucedeu-se, o Cardeal Turkson, que apresentou o fundamento bíblico da Minoridade tomando como referência o relato joanino do Lava-pés, nos mostrou os diferentes desafios, destacando a urgência de trabalhar «em rede», para poder dar uma resposta mais global às necessidades que afetam os mais pobres, e que, na maioria das vezes, são consequências de uma má gestão administrativa e governamental; também explanou sobre o cuidado com a criação como uma virtude cristã, justificando-a no fato de que não podemos amar a Deus se não amamos também suas criaturas; mesmo assim, lembrou a conveniência, citando o Papa Bento XVI, de escutar as necessidades reais que trazem os pobres antes de propor as respostas; finalmente, insistiu na importância de construir uma fraternidade que crie vínculos sólidos e que supere inclusive as barreiras religiosas, facilitando o verdadeiro diálogo.

Os desafios apresentados pelo Cardeal Turkson, juntamente com as provocações suscitadas pela apresentação que Marie Dennis realizou ontem, foram o centro da reflexão dos Grupos Capitulares, que ocupou grande parte do trabalho da tarde.

Concluído o trabalho em Sala, os Irmãos capitulares dirigiram-se ao Protomonastério de Santa Clara, onde compartilharam a oração vespertina com as Irmãs Pobres. A celebração, presidida por Fr. Julio Bunader, Vigário Geral, foi precedida por uma saudação da Madre Abadesa Ir. Chiara Agnese Acquadro. Esta convidou os Frades Menores deste tempo a continuar dando seu testemunho recordando como Francisco era para as irmãs um impulso contínuo para seguir a Jesus Cristo, para viver na lógica do Mistério Pascoal e para converter-se à sabedoria evangélica.

A oração  e o encontro com as Irmãs culminaram outro intenso dia dedicado a acolher os novos e exigentes desafios que, pouco a pouco, começam a ressoar com força na reflexão do Capítulo.

Fonte: capitulumgenerale2015.ofm.org

 

Confira a apresentação do Cardeal Turkson e a Oração das Vésperas com as Irmãs Clarissas: