,

Economia Em Pauta No 18º Dia Do Capítulo Geral

A quinta-feira, 28 de maio, 18º dia do Capítulo, foi marcada pelo tema econômico, e mais concretamente pela reflexão sobre o «fundraising» (captação de recursos), atividade cada vez mais imprescindível para superar as necessidades econômicas da Ordem, devido a diminuição que experimenta nas Entidades economicamente seguras, enquanto cresce nas Entidades mais novas e ainda dependentes a nível económico.

Antes de abordar o tema central do dia, as distintas Comissões Capitulares, já constituídas, tiveram seu primeiro encontro de trabalho. Segundo o indicado pelo Regulamento do Capítulo, às referidas Comissões compete a formulação e discussão de propostas e observações, bem como o estudo dos Informes que têm sido apresentados nas Sessões Capitulares.

Já na segunda Sessão Plenária da manhã, nos acompanhou Fr. John O’CONNOR, convocado pelo Ministro Geral para apresentar novas estratégias para as atividades de «Fund-raising», que apresentou o caminho feito pela Cúria Geral nos últimos anos e explicou os critérios para desenvolver uma captação de recursos que permita viabilizar os projetos da Ordem.

Ao meio-dia a Assembleia Capitular recebeu a visita do Prefeito de Assis, Sr. Claudio Ricci. Este dirigiu uma saudação aos Capitulares durante a qual, depois de recordar o valor simbólico e espiritual da cidade de Assis, e de reafirmar a obra e a presença dos franciscanos, recordou como, hoje mais do que nunca, o pensamento franciscano se converte em universal pois ser capaz de oferecer soluções socio-econômicas para a humanidade propondo, a partir da experiência fraterna, uma «economia de comunhão».

A Sessão da tarde contou com uma teleconferência com Dr. Valerio Melandri, professor de Princípios e Técnicas de «Fundraising» na Universidades de Bolonha (Itália) e Colúmbia (Nova York). O Professor Melandri nos ajudou a refletir mais e melhor sobre o conceito, explicando como o importante nesta captação de recursos é dar a conhecer a qualidade do resultado da ajuda oferecida, para o qual é crucial o papel dos Meios de Comunicação. Explicou ainda como o «funraising» parte de uma relação pessoal com o doador para alcançar um objetivo, e por isso deve haver uma organização para desenvolver este serviço localmente. Como conclusão do tema, o Ministro Geral reforçou o valor do mesmo enquanto meio que fomente a coerência, transparência e solidariedade na vida dos Irmãos.

Após uma nova Sessão de trabalhos nas Comissões Capitulares, seguiu-se a Oração das Vésperas, concluindo-se, assim, outro dia intenso, mas rico de propostas e contribuições para o futuro.

Fonte: capitulumgenerale2015.ofm.org